Tá na Moda – Bandana

Na estação que se aproxima as bandanas estarão com tudo, e serão super bem vindas para nos ajudar a curtir aquela praia sem se preocupar com os cabelos.

No verão europeu as bandanas apareceram não só nas passarelas, bem como nos looks das celebridades, como a angel Candice. Para a estação que se aproxima no hemisfério sul, as marcas já estão preparando suas araras para atender a todos os desejos de cores, modelos e estampas.

A modelo Alessandra Ambrósio não perdeu tempo e já escolheu a sua bandana.

Já a cantora Rihanna vem demonstrando grande amor pelas headband, montando looks inspiradores.

 

Corre até a gaveta de lenços antigos mais próxima e entre nessa moda.

 

Tá na Moda – Tênis Slip On

Tudo que nós mulheres queremos é que a moda seja confortável, não é?! Pois então, depois dos sneaker, aqueles tênis com salto, agora os tênis slip on estão colorindo as ruas neste verão.

Muitas marcas já trouxeram para a coleção primavera-verão/15 seus modelos de slip on. A Schutz, Arezzo, Vans, Kanui e tantas mais tem modelos incríveis, que podem ser combinados com short, saia, vestido, todos, claro, pensando em um look descontraído.

Porém, a marca que chutou o o balde e fez o slip on mais lindo do mundo é a Valentino.

Essa estampa estão em outros calçados assinados pela marca, então se tu não curte um slip on, pode dar uma olhada em um espadrilhe. Que tal?

Para quem ficou interessado em comprar, está pela bagatela de 400 euros na LN-CC London. Acessa lá!

 

New York – Dica de Viagem

Sabe aquela viagem que tu imagina que é dos sonhos, mas não só dos teus sonhos? Aparece em cenas de todos os teu filmes preferidos? Pois então, esse lugar se chama New York, também conhecida como a Big Apple ou a cidade que nunca dorme. NY City recebeu, somente em 2013, aproximadamente 51 milhões de turistas; destes o Brasil ocupa o terceiro lugar, levando mais de 800 mil brasileiros para a cidade mais populosa dos EUA.

New York é tudo aquilo que dizem, é uma mistura de atrações turísticas que envolvem história e centro financeiro.

Para contar sobre a nossa viagem a NYC, é importante lembrar que a cidade é dividida em 5 distritos…e claro, o mais famoso deles é Manhattan.

Manhattan pode ser dividida em três partes: Downtown: também conhecida como Financial district ou Lowertown, está localizada no sul da ilha. Ela inclui a zona empresarial do distrito financeiro, também inclui Wall Street, Chinatown e SoHo. Midtown: a área de negócios mais importantes dos Estados Unidos. Inicia na Rua 14 e termina no sul do Central Park. Uptown: são os bairros ao norte, oeste e leste do Central Park. É uma área predominantemente residencial.

Nós nos hospedamos em Manhattan Downtown, ficamos a uma quadra de Wall St. e tínhamos acesso super fácil a várias estações de metrô. Chegamos no hotel `as 14h, fizemos check in e já corremos para visitar o World Trade Center (WTC).

Jamais imaginei o quão impactantes eram as Torres Gêmeas, é muito, mas muito alto mesmo. O museu, o monumento e partes das antigas torres presentes no local deixam tudo ainda mais chocante. Ainda me lembro daquele 11 de setembro de 2001, quando eu cheguei da escola e a televisão estava passando informações sobre o atentado e, agora, tão perto de onde tudo ocorreu é possível ter uma ideia do caos que foi aquele dia.

Saímos do WTC e fomos para a Times Square (#info – a Times Square é uma área localizada na junção da Broadway com a 7ª Avenida, entre a ruas 42 e 47 Oeste). Para uma boa publicitária, nada como uma rua como a Times Square, cheia de letreiros de publicidade e muita inspiração.

Caminhar pela Times Square não é nada fácil, é muita gente, muito carro, muito restaurante, muita loja, muito tudo, é preciso ter paciência e apreciar cada passo dado. Nesta confluência de ruas e avenidas estão localizadas grandes empresas americanas, a principal, NASDAQ, uma das maiores bolsas de valores do mundo. (#ficadica – tem que caminhar na Times Square durante o dia e a noite também).

No nosso segundo dia em NY fomos caminhar no financial district, passando pelas ruas Wall St, Federal Hall – onde George Washington foi empossado, New York Stock Exchange – a bolsa de valores de NY, Trinity Church - igreja mais antiga dos EUA, pelo touro da bolsa de valores (Charging Bull).

Ainda em Downtown Manhattan fica o ferry boat que leva para Staten Island e lá fomos nós conhecer um dos pontos mais famosos de NY – Statue of Liberty. A Estátua da Liberdade foi um presente dado por Napoleão III para os EUA, o escultor foi Frederic Auguste Bartholdi, que contou com a ajuda do engenheiro Gustave Eiffel (mesmo da Torre Eiffel).

Depois de passar pela Staten Island fomos a Ellis Island, a ilha é um símbolo da imigração nos EUA. Para quem assistiu o Poderoso Chefão, vai lembrar desta ilha.

Na tarde ainda no segundo dia, subimos os 102 andares do Empire State Building, a paisagem é linda, é possível dar um volta de 360º e ter uma vista completa de NY (#ficadica – ir no final do dia e aproveitar a vista durante o dia e a noite).

No terceiro dia fomos conhecer a ponte do Brooklyn e caminhar por Chinatown e Little Italy, os dois últimos bairros são um mundo a parte, inclusive na língua e na alimentação. Eu, particularmente, não curti esses lugares, me pareceram lugares inseguros. Depois de um almoço, nada agradável, em Chinatown partimos para o Chelsea.

Chelsea, SoHo, West Village foram os lugares que eu mais amei em NY, lugares nada turísticos, mas cheios de vida. Conhecemos o Chelsea Market – um mercado público de NY -, aqui tem uma peixaria tão limpa que tu pode até se esforçar para sentir cheiro de peixe, mas não vai.

Depois de um belo almoço fomos caminhar pelo High Line Park, uma antiga linha de trem desativada que foi transformada em um parque suspenso. Tem espreguiçadeiras, bancos, espaço para caminhar com os pés na água, restaurantes, lojas e wi-fi. Tudo é muito lindo e bem cuidado, certamente um dos meus lugares preferidos em NY.

E para finalizar nosso terceiro dia em NY, fomos caminhar pela 5ª avenida, passando pela catedral de St. Patrick, pela biblioteca pública de NY e finalizando no Rockefeller center, um complexo de 19 edifícios comerciais, incluindo o Radio City Music Hall (estava tendo um show do Roberto Carlos).

Essa praça na foto acima, no inverno, vira área de patinação, e fez parte de algumas cenas do filme Esqueceram de Mim.

O nosso quarto dia em NY foi o dia passar dentro de museus, foram 3: MoMA (Museum of Modern Art), Guggenheim Museum e American Museum of Natural History.

O MoMA tem um espaço para games, onde pudemos apreciar o Magnavox Odyssey – primeiro video game -, também traz os quadros de Andy Warhol, Frida Kahlo, Vincent van Gogh, Paul Cezanne, Salvador Dali, entre muitos outros, e, em especial, uma maquete do Ibere Camargo de Porto Alegre, com todos os rascunhos do arquiteto quando desenvolveu o projeto.

A construção do Guggenheim já é uma obra de arte, fomos principalmente para conhecer a arquitetura deste museu.

E o que falar do Museu de História Natural, me vi dentro do filme Uma Noite no Museu. Ele é enorme e tudo é muito lindo, são horas e horas dentro deste museu.

Sabe onde foi o almoço no dia dos museus? No famoso Katz’s Delicatessen, para comer aquele sanduiche de pastrami. A fila é longa, a bagunça lá dentro ainda mais, mas comida é deliciosa.

Finalmente chegou o dia passearmos pelo Central Park, é um lugar lindo, cheio de espaços para caminhar, andar de bicicleta, deitar na grama, contemplar o lago e por aí vai…reserve boas horas para relaxar neste parque. Para quem é fã de Beatles, é possível passear pelo Strawberry Fields, um memorial feito para John Lennon, fica próximo ao Dakota Building, onde John Lennon foi morto.

Como macmaníaca não poderia deixar de conhecer a loja da Apple mais famosa do mundo, e claro tinha que ser no entardecer para ver a maçã brilhando.

Para finalizar nosso 5º dia em NY, fomos jantar no Buddakan, o mesmo restaurante do filme Sex and City, onde acontece o jantar de noivado da Carrie. A comida é perfeita, o lugar é lindo, vale muito a pena conhecer!

Nosso último dia em NY foi em um domingo, então foi possível assistir a um culto gospel. A dica que lemos nos dizia para ir ao Brooklyn Tabernacle e lá fomos nós, chegamos cedo e já encontramos uma fila, quando entramos tudo era organizado e logo começou o culto, foram duas horas, mas saímos de lá cheios de energia.

Para finalizar passeamos um pouco por Williamsburg e retornamos ao hotel para fecharmos as malas e voltar para o Brasil!!

 

Punta del Este – Dica de Viagem

Nada como um feriado prolongado, um dos poucos neste ano de 2014.

Optamos, no feriadão de páscoa, viajar para Punta del Este, detalhe…by car. Saímos de Porto Alegre dia 18, na madrugada, para amanhecermos em Punta e aproveitarmos cada minutos dos 3 dias que tínhamos pela frente.

Durante a viagem tudo correu muito bem, apesar da fila na alfândega que durou mais de uma hora. Chegamos no apartamento que alugamos, tudo estava impecável e nos esperando. A localização estava perfeita, pois tudo era perto do apê e fazíamos passeios a pé.

Punta del Este nos prestigiou com um feriado gelado, mas com muito sol, o que nos permitiu realizar diversos passeios e jantares regado a muito vinho.

A Rambla de Punta del Este é extremamente sofisticada, apresenta prédios suntuosos, um porto com grande infra-estrutura, sem falar nos maravilhosos restaurantes que trazem uma vista linda de viver!

Nossa maior ansiedade era conhecer a tão famosa Casapueblo, a antiga casa de verão do artista uruguaio Carlos Páez Vilaró. A Casapueblo já é por si só uma obra de arte, nela é possível encontrar uma galeria de arte, um museu, um restaurante e um hotel. SIM, é possível se hospedar na Casapueblo.

O lugar é rico em paz e luz, fomos no final de tarde, pois queríamos ver o pôr do sol na Casapueblo, e foi a melhor escolha que fizemos.

No dia seguinte, fomos conhecer o monumento Los Dedos, outro ponto mega turístico de Punta del Este. Esta obra foi construída em fevereiro de 1982 pelo artista plástico chileno Mario Irrazábal, a inspirração de Irrazábal? A mão em um afogamento, no intuito de alertar os banhistas.

Mas Punta, também, é muito conhecida pelo restaurantes, onde o prato principal é a parrillada, pelas lojas de grifes famosas e pelos cassinos, onde o mais emblemático é o Conrad.

No último dia no Uruguai, decidimos conhecer a capital Montevidéu, localizada ás margens do Rio da Prata.

Fomos conhecer o tradicional Mercado del Puerto e provar a tão famosa carne uruguaia. Tudo é rico em cultura, a comida é espetacular, um passeio pela história.

Para finalizar nossa rápida visita a Montevidéu fomos a praça da Independência. Em seu centro está a estátua equestre de José Artigas, um herói nacional.

Para o próximo feriado, pense neste roteiro cheio de cultura e boa gastronomia.

Miami, Disney e Key West – Dica de Viagem

Sabe aquela viagem dos sonhos? Pois então, em agosto de 2013 tive a oportunidade de conhecer Miami, Disney e Key West.

Começamos a trip por Miami, que lugar DI-VI-NO! Sempre tive o sonho de conhecer, pois tudo que lia, as imagens que via, sempre me atraíram para Miami. E quando cheguei nesta cidade linda, percebi que este era meu lugar.

Sim, a água tem duas cores (verde e azul) e é bem quente. Mas Miami vai além das praias maravilhosas como Miami Beach e South Beach, e também das tradicionais compras. Caminhar pela Lincoln Road, desfrutar da paisagem na orla de South Beach, claro, regado a muita Coronita, são opções imperdíveis.

O Art Deco District é um bairro cheio de história para contar, ele está registrado entre os lugares históricos dos EUA desde 1979. Foi construído entre os anos 20 e 40, conta com mais de 800 edifícios preservados, cheios de cores, neons e muito glamour.

Uma atração pouco conhecida para os turistas que visitam Miami é o bairro Coconut Grove, uma pequena vila construída por artesãos das Bahamas, é uma atração imperdível para quem gosta de história e, também, adora filmes. Para quem não sabia, cenas dos grandes filmes como Scarface e Bad Boys, foram filmadas em Coconut Grove.

Depois de muita praia, partimos para dois dias de parques na Disney, sim, foi bem curta nossa temperada por lá, mas foi incrível.

Ficamos em uma casa em Kissimmee, um lugar cheio de casas para alugar para turistas do mundo inteiro e bem próximo aos parques, aliás, bem melhor do que ficar em Orlando #ficadica.

No mesmo dia que chegamos, fomos visitar Disney Downtown, um lugar lindo, cheio de música e cores, neste momento, entramos no clima da fantasia.

Os parques abrem as 09h e é bom chegar um pouco antes, pois os parques são lotados, lotados mesmo! O primeiro dia foi no Universal, sem explicação, todos os brinquedos são incríveis, mas o melhor, sem dúvida, foi o Transformers, cheio de adrenalina.

Como uma grande dica, comprem fast pass, sim, vale cada dólar a mais. As filas para os brinquedos são de HORAS. Finalizamos o dia no Universal depois das 20h, chegamos exaustos.

No segundo dia, lá estávamos nós para conhecer o parque mais emblemático da Disney, o Magic Kingdom.

O que posso dizer é que é mágico, em cada detalhe nos remete ao mundo da fantasia e transforma qualquer marmanjo em criança. Não consigo escolher o que mais gostei, mas entre os top 10, fica Cinderella Castle, Mickey’s PhilharMagic, Peter Pan’s Flight, Pirates Of The Caribbean e claro, os shows ao longo do dia e noite. Vale a pena ficar até as 24h e assistir cada segundo.

Já estávamos exaustos, mas com o coração cheio de magia. Assim, partimos para Key West, a ilha mais ao sul dos EUA.

Por uma ponte cercada de um mar verde lindo, seguimos quilômetros e quilômetros até chegar ao extremo sul. O mar é lindo, a praia é paradisíaca, mas é cidade tem muita pobreza, é um lugar com hotéis caros e sem muita infra-estrutura, mas vale a pena conhecer, quem sabe fazer um bate-volta miami – key west?

Finalizamos a nossa trip por aqui, voltamos ao Brasil renovados!